“Bom de Nota, Bom de Dança – Botucatu” visita Escola de Meio Ambiente

29 dezembro 2016

Aproximadamente 50 crianças do Distrito de Vitoriana plantaram mudas e fizeram trilha ecológica

O projeto “Bom de Nota, Bom de Dança – Botucatu” reuniu 50 crianças do Distrito de Vitoriana, nessa segunda (12), para um passeio ecológico a Escola de Meio Ambiente (EMA) na cidade de Botucatu (SP). Todos os presentes plantaram mudas de ipê amarelo e fizeram uma vivência na trilha ecológica.

“Hoje em dia, muito se fala sobre a preservação da natureza, mas queremos mostrar para as crianças por que se deve preservar. As crianças são o nosso futuro”, afirma Mariana Souza, coordenadora do projeto. No decorrer da atividade, as crianças brincaram com os cipós entre as árvores e tiveram uma aula de preservação com muitas histórias.

Durante o passeio, as crianças trocaram cartões feitos por elas. “Foi um momento muito marcante. Elas mostraram o que estavam sentindo por estarem em meio à natureza e o quanto gostam dos seus colegas”, diz a coordenadora do projeto.  Todos os presentes ganharam um lanche feito com produtos orgânicos. “Elas ficaram maravilhadas que o lanche natural, a pipoca e o bolo foram feitos com ingredientes tirados da natureza”, conclui.

O “Bom de Nota, Bom de Dança” beneficia crianças de 7 a 12 anos e tem como objetivo principal oferecer aulas de balé e dança de rua a fim de auxiliar no desenvolvimento escolar e pessoal. Com isso, busca enriquecer a formação integral dos alunos com experiências culturais e, por meio desta metodologia, gerar melhoras no desempenho escolar dos alunos.

Todos os beneficiados são de escolas municipais das cidades atuantes: Botucatu e distrito de Vitoriana (SP). O projeto foi lançado em julho deste ano e tem duração inicial de 12 meses.  As aulas são realizadas as segundas e terças-feiras na casa e praça da juventude em contraturno escolar.

O projeto “Bom de Nota, Bom de Dança” de Botucatu e Distrito de Vitoriana é patrocinado pela Cutrale, através da Lei de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *